Archive for: novembro, 2018

Como Fazer Cerveja Artesanal: Fácil e Rápido

Para fazer sua própria cerveja não é um bicho de 7 cabeça. Você só precisa escolher sua receita e seguir cada etapa do processo de forma muito simplificada fazer cerveja.

Passos Básicos

primeiro é preciso cozinhar o malte para fazer o mosto transformando o amigo do
malte em açúcar depois ferver este moço por 60 minutos e adicionar lúpulos de amargura e aroma em seguida é preciso resfriar e preparar para a fermentação o quarto passo é a maturação e por último o envase um ponto importante é entender que os volumes variam muito de acordo com os insumos com seu equipamento e processos para essa receita vamos usar como base o kit básico de 20 litros .

Brassagem

brassagem o mosto duração é o nome que se dá o processo de cozimento do malte
boas elmalt tomando cuidado para não transforma lo em pó, a ideia deste processo é facilitar a
extração do açúcar mas se você não ir muito vai dificultar a etapa de filtragem mais à frente dica você pode comprar o malte já moído ou utilizar extrato de malte.
Agora aqueça de 22 a 25 litros de água filtrada na sua panela de brassagem até
alcançar 72 graus celsius use o termômetro para monitorar a temperatura quando estiver na
temperatura certa adicione cuidadosamente o malte já moído quatro quilos de bill 100 e 1 quilo de cara malte e cuide para que a temperatura nunca ultrapasse 68 graus use sua para mexer um monstro de vez em quanto e sempre que o fogo estiver ligado se a temperatura estiver subindo. rapidamente apague o fogo e espere a
temperatura baixar.
Depois de  reacender 60 minutos com a temperatura controlada,
devemos fazer a recirculação por uns 15 minutos retire um pouco de mosto usando
a torneira da panela e com a ajuda de uma escavadeira despejo conteúdo de
volta a idéia é fazer uma espécie de chafariz
espalhando líquido na queda dica a recirculação também pode ser
feita com uma bomba.
Quando mosto começar a ficar mais cristalino, transfira para outra panela se você só tiveram uma panela grande, transfira para outro recipiente e lave a que você já está usando a próxima etapa é a fervura que será de 60 minutos. Aqui é a hora de adicionar os lúpulos primeiros de amargor que mais pro final os de aroma os tempos devem ser controlados portanto prepare o
cronômetro logo no começo da fervura coloque 15 gramas do lúpulo kaskende para dar amargor quando estiver faltando apenas cinco minutos para terminar coloque mais 10 gramas para dar o aroma quando completar uma hora de fervura
desligue o fogo e deixe descansar por 5 minutos.
Depois faça um redemoinho com a ajuda da sua pá para criar uma força
centrífuga para empurrar o Trub ” massa de proteínas que se aglutina durante a fervura”, para o centro da panela esse processo.
Aguarde 5 minutos antes de começar o resfriamento nessa etapa precisamos baixar rapidamente a temperatura do mosto para aproximadamente os 26 graus antes de colocar o fermento. Existem
várias formas de fazer esse processo você pode usar um chiller de contrafluxo ou
um chiller de imersão ou até placas o método mais barato mas não é o mais
fácil é o banho maria.
Coloque a panela dentro de um recipiente maior cheio de gelo a partir desse
processo você deve ter um cuidado extra com a sanitização tudo deve estar limpo
e esterilizado, depois de resfriado despeje o mosto em fermentador devidamente
sanitizado fique atento para não deixar o
trub sair e quando perceber que o material sólido estiver perto da
torneira para transferência e jogue o que restou fora
adicione o fermento feche bem e coloque
o é  airlock “vauvula de fermentação que veda a entrada de ar” também sanitizado e adicione um
pouco de água para que ele funcione de maneira correta o e airlock vai impedir a
entrada de impurezas ou bactérias sem impedir a saída do gás carbônico produzido durante a fermentação.
Oideal é deixar o fermento agir por pelo menos uma semana com a temperatura controlada a 22 graus de você até pode optar por fermentar a temperatura ambiente mas é relativamente barato e
simples usar um termostato isso garante que o fermento irá trabalhar em sua temperatura ideal.
Depois de uma semana baixa temperatura para 10 graus e deixe
maturar por dez dias a maturação fará com que as células de levedura de canto no fundo do
fermentador deixando a cerveja mais cristalina muito cuidado ao movimentar o
balde após a maturação pois a agitação fará a cerveja ficar turva novamente
Depois de dez dias sua cerveja estará quase pronta para consumo agora você precisa decidir como irá envasar se usará garrafas ou post mix, depois de maturada você precisa tirar a cerveja com cuidado para não transferir o fermento junto o mais aconselhado é usar uma mangueira ou ao cifram já devidamente sanitizadas e despejar o conteúdo para outro recipiente também esterilizado, neste novo recipiente que pode ser sua panela de brassagem adicione prime e misture levemente para homogeneizar a mistura.
Dica se preferir pode referendar a cerveja na própria garrafa usando sachês de açúcar
depois disso é só encher as garrafas e tampar uma semana a temperatura ambiente
será o suficiente para que forme gás coloque na geladeira e aproveite
lembre-se de sanitizar as tampinhas também a partir de agora você poderá
degustar a melhor cerveja que existe que é a sua.

Conhecendo Cerveja Artesanal: Processos, Tipos e Preços

Cervejas artesanais vem cada vez mais vêm invadindo o mundo inteiro principalmente aqui no Brasil, Já é comum em diversos bares e restaurantes reservarem um espaço específico para este modelo de cerveja para a pessoa que gosta de olhar as novidades e também degustar os exclusivos sabores da bebida.

Há cada dias mais e mais pessoas estão conhecendo os tipos e variedades da cerveja caseira e se adaptando com tipos como Lager, Ale, Lambic, etc.

No Brasil, a conjunto de cerveja que são fabricadas com um acordo especial e mais prudente acabam sendo chamadas de Cervejas artesanais, na atividade, o certo seria chamá las de cervejas especiais.

No Post Abaixo vamos falar o conceito de cerveja artesanal ou cerveja caseira e mostras muitas informações a respeito desse tipo de bebida.

Conhecendo o que é a cerveja artesanal?

Cervejas artesanais resulta de um método artesanal muito mais cauteloso e prudente de sua fabricação, enquanto as cervejas da indústria tem por propósito a enorme quantidade em grande escala feita com maquinários e muitos empregados.  lúpulo

Em uma escala muito melhor e até de forma exclusiva, a cerveja caseira é idealizada propícia em qualidade e pormenorização, o que precisa de muito mais caprichoso em sua fabricação que é feita de forma cuidadosa acompanhada e controlada pelos produtores

Observando. cada etapa, o mestre cervejeiro, analisa ao ponto de sua produção se o fruto obtido e corresponder as suas expectativas

Além. disso, o seu processo de fabricação tem uma maior lentidão, por que os próprio produtores respeitarem todo tempo de fermentação e amadurecimento da cerveja, sem dependência de produtos químicos para acelerá-los.

Quanto tempo dura a cerveja artesanal?
Validade da cerveja artesanal caseira é de 5 anos, com a minha experiência de nossos seguidores, As cervejas costumam ficarem melhores depois de 2 ou 3 meses engarrafada em temperatura ambiente.

Diferenças entre cerveja ‘normal’ e a artesanal

Claro que existe diferenças entre as duas, a cerveja ‘normal’ é uma cerveja industrializada, aquelas cervejas populares conhecidas no mercado como: Skol, Brahma, Heineken entre outras centenas de marcar, ao passo que a as cervejas produzidas com um trabalho caseiro é tratado de diferentes ingredientes em seu processo, com mais tempo de maturação tratam-se das cervejas artesanais

Cervejas industrializadas utilizam em apreciação 60% de malte e os 40% e o restante corresponde à outros modelos de cereais para que o preço de produção seja o mais baixo possível, afinal uma empresa visa lucro.

Cervejas. industrializadas utilizam em apreciação 60% de malte e os 40% e o restante corresponde à outros modelos de cereais para que o preço de produção seja o mais baixo possível, afinal uma empresa visa lucro.

A cerveja artesanal é feita com maior quantidade de malte, e também leva em seu favor particularidades de sabor e aromas que são preferência dos compradores finais.

Então, ja podemos diferenciá-las na justa questão de que as cervejas artesanais priorizam qualidade, ao contrario que as industrializadas aspiram que é quantidade. As industriais desfruta um tempo de amadurecimento mais curto e presto e as cervejas artesanais tem períodos maiores para sua produção. Com esses detalhes é plausível concluir o porquê as cervejas artesanais tem um quantia mais elevado, no mercado para o consumidor final, do que as industrializadas.

Pelo mundo há mais de 100 tipos de cervejas artesanais. São divididas em três grandes formações:

  • Cervejas ales: uma cerveja imensamente encorpada, a mais complexa dentre as três, neste modelo é as mais populares são stout, english pale ale, trapista;
  • Lagers: são as mais comuns no mundo, é uma cerveja mais leve com caso aos outros tipos. Com Pilsen, schwarbier e American Lager sendo as mais populares
  • Lambics: com sabores únicos e sucessões de fabricação demorado estão entre as com preço mais altos do mundo e no Brasil não é diferente.

Os rótulos das garrafas tem que esta as informações, com relação os ingredientes, local de fabricação, diretor pela produção, fabricação, validade e outras informações que exige a nossa legislação brasileira.

Também é essencial para poder vender o produto, rótulos são responsáveis por induzir o consumidor a comprar o produto

Cervejas artesanais podem ser fabricadas para serem consumidas em microcervejarias, que são pequenas cervejarias com instalações que proporciona o consumo no local e até o envasamento para consumo em outros lugares.

Qual é o preço de uma Cerveja artesanal?

Uma cerveja que custa em media R$ 15 a 20 reais ao consumidor final. E considerando que o markup do supermercado e outros estabelecimentos é 35%, a cerveja que é produzida na região do Sudeste e vendida sem arrolamento em outros estados. Descontando os tributos que as cervejarias artesanais pagam, sobra muito pouco cerca de 2,00.

Processo de produção da cerveja artesanal

A cerveja precisa de diversos ingredientes para sua manufatura: são eles o malte, lúpulo, fermentadores e saliva. A cevada, por exemplo, é um grão equipolente ao trigo, o com certeza passa por um método de conversão em malte antes de sua realização. A primeira etapa para a prática de uma cerveja de qualidade é a malteação, pois é neste momento em que se define o tipo de copinho que será produzida.

Esse processo acontece após a colecta da cevada do liça, que é levada as maltearias. Neste espaço ela é induzida a iniciar uma geminação, após um período certo, essa geminação é interrompida por um aquecimento por estufa
Após. o aquecimento é encaminhada a torrefação, podendo deixar por uma torrefação mais branda ou até mais encorpado. Isso origina diferentes classes de cevada maltada, com inesperados colorações, o que interfere na qualidade da cerveja
O. lúpulo trata-se de uma plano, que é o espécia responsável por dar apetite à cerveja, principalmente o amargura. Cada lúpulo possui sabores e características próprias. dessa arte a quantidade utilizada influenciará no resultado final, beneficiando sobretudo na conservação da cerveja
A. levedura é um pessoa responsável pela produção do dióxido de carbono e do entorpecente da cerveja. As leveduras possuem diferentes tipos, são incumbidos do processo de fermentação para a bebida, podendo oferecer sabores mais ou salvo marcantes.

Para se produzir uma cerveja artesanal, inicialmente deve ser evidente qual a receita da cerveja que busca ser feita com relação ao teor funesto, cor e amargor por determinação.

Processo de Moagem

A moagem é o primeiro passo a ser feito para produção artesanal, nesta etapa a crusta “casca” dos grãos são esmigalhados e o amido será desabrochado preservando a casca.

O amido exposto durante o acordo de mosturação, fará as enzimas atuarem em cima do grão de amido, quebrando-o em diferentes amostras de cadeia, fermentescíveis ou não

A moagem bem executada converte-se em uma boa filtrabilidade e clarificação do mosto, como também menos adstringência dentro do mosto, pois a Carregando… origina-se da casca.

Processo de Brassagem

Fazendo o processo de realização, após a moagem e exibição do amido, é momento a brassagem, favorecendo a modos de enzimas na fracionamento de açúcares não fermentáveis em fermentáveis. Esse modo de brassagem possui quatro etapas: mosturação, filtração, exaltação e resfriamento.

A Mosturação

A mosturação pode durar de 60 a 90 reduzidos, o malte moído é composto com água aquecida com heterogêneos temperaturas controladas, pois nesta etapa o malte é hidratado enquanto que as enzimas são ativadas, favorecendo a remanejamento de amido em açúcares fermentáveis.

A Filtragem

Na filtração é separada a parte da lampejo açucarada do bagaço e denaturezaigual as impurezas do mosto, por meio de um procedimento de clarificação ou recirculação. Esta fase, apesar de lenta é de extrema recurso para a qualidade do item final.

Quando o mosto se fascinar mais límpido ocorre a dose de lavagem para que os açúcares residuais do malte sejam extraídos através de alta-rodas temperaturas, e em legitimada o mosto é apresentado na tina de agitação.

A Fervura

A intensa fervura, tem por meta esterilizar o mosto, isomerizar o lúpulo, que é enquanto o lúpulo libera suas enzimas e óleos essenciais que dão sabores diferenciados as cervejas, parágrafo é importante para refrear a densidade inicial da copinho e evaporar compostos indesejáveis da mistura.

Há os lúpulos que conferem amargor, e os que Carregando… aroma, sua ordem de Carregando… à mistura parte da Carregando… de cada cervejeiro, Carregando… os lúpulos de Carregando… são adicionados 60 Carregando… antes do termino da Carregando… enquanto que os Carregando… aromáticos são acrescidos nos 15 Carregando… finais a fervura.

O Resfriamento

O resfriamento é uma dose importante para que o mosto atinja a temperatura exemplo para adição de fermento e evitar a impureza do mosto. A ares escolhida dependerá do tipo de fermentação desejada

Processo de Fermentação

Podendo durar de 5 a 10 dias, nesta etapa inicia a difusão de leveduras, o consumo de açúcares fermentáveis e a construção do gás carbônico, aguardente e alguns ácidos orgânicos
Neste procedimento é necessário que haja um rédea da temperatura para que não afete no resultado final da copinho.

Processo de Maturação

Etapa essencial para que a sua cerveja atinja seu equilíbrio, a amadurecimento resulta no amadurecimento dos grupos responsáveis pelo aroma, peculiaridade e formação de ésteres, pode durar em apreciação 10 dias.

Processo do Envase

Este é o momento do engarrafamento da cerveja, precisa ser bem pronto para evitar contato da cerveja com oxigênio do ar, pois isso pode descompor alterações no paladar, turbidez e coloração da cachaça.

Conclusão do Mestre Cervejeiro

Com este artigo você pôde ver como a cerveja artesanal apesar de possuir um despretensioso processo de produção, necessita de muito cuidado, estimação e também dedicação do produtor

Apesar do seu custo ornamentado, cada copo valerá o dinheiro  gasto pois essas são produzidas a desertar de um processo com excelente mais cuidado e ainda ajudam muito a cárcere local de produção.

 

 

Chega ao Fim Mestre Cervejeiro 2018

A Final do Eisenbahn Mestre Cervejeiro foi do extensão da edição de 2018, gigante!

O reality show da Eisenbahn foi bem produzido e expôs conteúdos relevantes para os arrebatados por cerveja artesanal de definição.

Alguns temas foram: 

A Berliner Weisse
Ingredientes
Escolas Cervejeiras
Estilos Cervejeiros
Cerveja Colaborativa
Dunkel vs Schwarzbier
Eisenbahn Oktoberfest

Com certeza quem assitiu todos as etapas dessa edição , ou ainda irá convir pois eles estão aqui disponíveis para você assistir a certo momento, ficou ou virará ainda mais fã de copinho artesanal ou se até está no início da amargura, foi ou será “beer evangelizado”

Final do Eisenbahn Mestre Cervejeiro 2018 : Bebida democrática

*Contem Spoiler* A melhor Berliner Weisse do programa, que será feita pela Eisenbahn em uma difusão especial, foi elaborada e feita por Anne Galdino de 36 anos da bazófia de Teresina no Piauí .Na,minha opinião dos padrões quebrados: que cerveja boa acurada vir do Sul e que mentor cervejeiro é uma diretor masculina.

A bebida mais democrática do mundo se modificando cada vez mais democrática em terras brasileiras.

Assista o Episódio Final do Eisenbahn Mestre Cervejeiro 2018: