Engarrafar cerveja caseira

Finda a fermentação é necessário engarrafar a cerveja antes de consumi-la. Para além de colocar a cerveja em garrafas, é necessário gaseificá-la para que fique com aquela dose certa de gás que tanto apreciamos. A forma mais prática de gaseificar a cerveja consiste em adicionar algum açúcar imediatamente antes do engarrafamento.

Uma vez que a nossa cerveja não foi filtrada nem pasteurizada contém leveduras em suspensão. Ao ser engarrafada com açúcar, as leveduras presentes na cerveja vão fermentar o açúcar adicionado, dentro da garrafa, de onde o gás resultante não pode escapar, originando uma bebida gaseificada. A esta fermentação chama-se fermentação secundária e à cerveja assim obtida de dupla fermentação. Esta técnica é ainda hoje usada por muitas das melhores cervejas do mundo, nomeadamente cervejas Belgas e Alemãs. Devido à fermentação secundária, forma-se um depósito no fundo da garrafa constituído principalmente por leveduras. Este depósito não representa nenhum problema se consumido, mas caso passe para o copo confere à cerveja um aspecto turvo. Assim, para poder servir uma cerveja límpida recomenda-se que mantenha sempre as garrafas na vertical e que ao servir tome algum cuidado para não perturbar a camada de depósito no fundo da garrafa.

O que precisa para Engarrafar:

—Segundo fermentador ou balde de engarrafamento.
—Sifão
—Válvula de engarrafar
—Capsulador
—Capsulas (caricas) e garrafas

Instruções de comoEngarrafar

— Dissolver em cerca de 200 mL de água quente o açúcar necessário para o grau de carbonatação desejada (ver abaixo). Deixar arrefecer.

Grau de carbonatação BaixoMédioElevado
Teor de açúcar 4 g/L 5 – 6 g/L7 g/L

Caso não possua uma balança pode fazer uso de pacotes de açúcar. Por exemplo, para 23 litros de cerveja com cabonatação média, 5 g/L, necessitamos de 115 g de açúcar. Usando pacotes de 8g seriam necessários 115 / 8 = 14.4 pacotes, arredondando 15 pacotes de açúcar.

— Adicionar num segundo fermentador ou balde de engarrafamento, a solução de açúcar para a carbogaseificação da cerveja.

— Transferir com o auxilio de um sifão a cerveja para o segundo fermentador ou balde de engarrafamento sem arrastar o sedimento que fica no fundo do fermentador.

— A ponta do sifão deverá ficar junto ao fundo, fazendo com que a cerveja ao entrar provoque um movimento giratório que garante uma mistura homogénea com a solução açucarada.

— Esperar 10-15 minutos para que o açúcar se difunda completamente na cerveja.

— Transferir a cerveja açucarada para as garrafas com o auxílio de um sifão acoplado a uma válvula engarrafamento, ou usando a válvula incorporada no balde de engarrafamento.

— Deve usar-se garrafas resistentes de cor castanha, de preferência garrafas de tara retornável (mais resistentes). As garrafas, bem como as cápsulas, deverão ser previamente lavadas, desinfectadas e passadas por água.

— Encapsular as garrafas.

— Guardar as garrafas ao abrigo da luz e calor excessivo.

— Aguardar pelo menos uma semana para a carbonatação (gaseificação) da cerveja. A carbonatação fica completa normalmente após duas, três semanas.

e chegou a grande hora de desfrutar com os seu amigos de uma cerveja especial produzida por si. SAÚDE!